Por que aprender desenvolvimento de aplicativos Android?

Afinal, o processo de desenvolvimento de aplicativos para dispositivos móveis abrange mais do que o Android, então por que não considerar o desenvolvimento para iPhone também ou até mesmo aplicativos hibridos?

Bem, para começar, o Android tem um mercado maior. Na verdade, em 2015, havia apenas 25 bilhões de downloads de aplicativos iOS, enquanto que havia 50 bilhões de downloads de aplicativos para Android. À medida que esse número continua a crescer, mais desenvolvedores estão olhando o Android.

Além disso, o desenvolvimento de aplicativos para Android pode ser muito mais simples que o desenvolvimento do iOS, dependendo do projeto.

Por exemplo, a Apple tem diretrizes muito mais restritas quando se trata de design de aplicativos para dispositivos móveis e publicação em sua loja. Por outro lado, as regras do Android são mais liberais e permitem a experimentação e tomada de riscos que podem ser difíceis de replicar com o iOS.

Embora o desenvolvimento de um aplicativo móvel híbrido seja sempre uma possibilidade, o desenvolvimento de um aplicativo Android nativo lhe dará a melhor chance de sucesso neste ano.

Agora que você tem uma melhor compreensão de por que estamos escolhendo o desenvolvimento de aplicativos para Android, vamos dar uma olhada nas possíbilidades e vantagens dos aplicativos Android nativos.

Foco no Android

Entre 75%-80% dos designers de aplicativos móveis desejam trabalhar com o Android em oposição ao iOS. Depois de passar por algumas melhorias de engenharia nas novas versões do Android e distribuir um sistema operacional com mais estabilidade e segurança, o Android se tornou mais popular e uma solução viavel para muitas empresas.

O uso de dispositivos inteligentes na America Lativa está aumentando muito, com isso a quantidade de pessoas e empresas que utilizam o Android está acompanahndo este crescimento pelo poder de conectividade que a plataforma tem.

Desta forma, caso você precise criar um aplicativo, ele deve ser feito no Android primeiro.

Inteligência Artificial

Neste ano, a Inteligência Artificial será utilizada nas técnicas de desenvolvimento e nas capacidades de expansão dos aplicativos mobile. Análises de última geração, interfaces cognitivas em sistemas complicados e técnicas de aprendizado de máquinas, fornecerão aos usuários o acesso a informações poderosas.

Esta é também a razão pela qual as principais empresas do mercado como Google, IBM, eBay e Facebook estão contratando pessoas que são especialistas em Inteligência Artificial.

Cada componente do setor de tecnologia utilizará as capacidades de Inteligência Artificial em seus processos. De acordo com um novo relatório da International Data Corporation (IDC), o mercado de Inteligência Artificial terá um crescimento de receita de mais de US$ 47 bilhões até 2020.

Existem várias bibliotecas e serviços que podem ser utilizados no desenvolvimento Android para trazer a Inteligencia Artificial para os aplicativos. Exemplo:

https://docs.aws.amazon.com/mobile/sdkforandroid/developerguide/getting-started-machine-learning.html
https://firebase.google.com/products/predictions/
https://cloud.google.com/products/machine-learning/
https://www.tensorflow.org/mobile/

Realidade Aumentada e Realidade Virtual

Os aplicativos mobile de Realidade Aumentada revolucionaram a indústria de jogos e entretenimento.

Os dispositivos Realidade Virtual como o Samsung Gear VR (fone de ouvido de realidade virtual mobile), Google Cardboard (plataforma de realidade virtual) e Oculus Rift (fone de ouvido de realidade virtual) estão ganhando popularidade. Jogos como Pokémon Go e Sky Siege são bons exemplos de jogos RA.

Os jogos de RA mobile provam que a tecnologia RA tem um tremendo potencial para influenciar os consumidores de forma envolvente e significativa.

Os especialistas prevêem que a RA e a RV gerarão uma receita de US$ 150 bilhões até 2020, apresentando um potencial de mercado para desenvolvedores e empresas enorme.

Já é possível criar aplicativos Android nativos com Realidade Aumentada utilizando a biblioteca do ARCore do Google diretamente via Android Studio.

E também integrar o dispositivo de Realidade Virtual do Google, a Cardboard com seu aplicativo Android.

Internet das Coisas

Já não é novidade que as casas inteligentes estão se tornando realidade.

Existem várias empresas que possuem tecnologia pioneira para casas inteligentes. As integrações envolvem plataformas mobile e infra-estrutura de backend para se comunicar e compartilhar dados entre todos os dispositivos para uma experiência combinada.

A análise de dados torna-se a chave para os desenvolvedores de aplicativos Android, porque todos os dados armazenados e compartilhados precisam de acesso rápido e eficiente.

A Internet das Coisas está moldando as tendências de desenvolvimento de aplicativos mobile, porque cada solução precisa de uma aplicação dedicada para permitir aos usuários gerenciar dispositivos inteligentes.

Construir software relacionado a Internet das Coisas não é diferente do que os desenvolvedores estão fazendo há anos, a maioria das soluções são inovadoras por padrão e muitas vezes requerem integração com terceiros ou dispositivos específicos.

E o Android está tão inserido nesta nova tendência que o Google desenvolveu uma versão da plataforma especialmente para a Internet das Coisas, chamada Android Things.

Aplicativos Mobile na Nuvem

O principal benefício do uso de aplicativos mobile baseados em nuvem, é que o aplicativo pode buscar dados diretamente da nuvem, e utilizar o mínimo de espaço no dispositivo. Além de terem suas configurações e comportamentos alterados de forma externa sem precisar fazer atualizações no dispositivo do usuário.

Dropbox, OneDrive e Google Drive são alguns exemplos de aplicativos baseados em nuvem que prevêem dirigir 90% do tráfego total de dados mobile até 2019.

Os avanços em nuvem serão utilizados mais para criar aplicativos que requerem integração com Internet das Coisas, Wearables, Inteligencia Artificial e etc. E a plataforma Android está preparada para todas essas tendências.

Consistentemente, há uma necessidade de criar aplicativos que necessitem de uma grande capacidade de integração e comportamentos mutáveis. Em tais situações, a criação de aplicativos baseados em nuvem é inevitável. Além disso, com o suporte à nuvem, os aplicativos podem funcionar com segurança em diferentes aparelhos.

Pensando nisso, o Google preparou a plataforma Android para atender todas essas inovações e juntamente com outro serviço, o Firebase, é possível ter aplicativos totalmente escaláveis e conectados a nuvem.

Android Instant Apps

Este é um dos recursos mais poderosos recentemente lançados pelo Google para a plataforma Android, aplicativos nativos que funcionam como sites sem a necessidade de instalação no dispositivo do usuário.

Como esses aplicativos não requerem instalação, todas as barreiras são removidas entre o aplicativo e o site. O Android Instant Apps não só executa em todas as versões do Android, mas também é extremamente fácil de compartilhar.

Conclusão

A plataforma Android e suas soluções em paralelo como Firebase, Android Things, e outras bibliotecas que acompanham as inovações tecnologicas vem em um crescimento extremamente rápido em comparação com outras plataformas mobile.

O mercado mobile ainda é relativamente jovem, e grande parte está mudando.

Embora possamos ter chegado ao final da fase um (em grande parte sobre colocar telefones celulares nas mãos de muitas pessoas), a fase dois está apenas começando (marcada pela consolidação, otimização e análise).

Como desenvolvedor, ainda há abundância de espaços em branco. Novas tecnologias estão constantemente emergentes. Considere seu aplicativo interagir com o mundo real, ou coletar e visualizar dados de uma nova maneira.

Leia também


Fillipe Cordeiro
Fillipe Cordeiro

Engenheiro da computação e desenvolvedor de software a quase 10 anos, com experiência em tecnologias como Java, Python e Android. Agora, quero te ajudar a mergulhar no universo do Desenvolvimento Android.