Como criar um Aplicativo Android: Da Ideia ao Lançamento em 10 Passos

Tempo de leitura: 12 minutos

Por que você quer saber como criar um aplicativo Android? Você quer surfar a onda da moda dos aplicativos, ou você encontrou um problema que você acha que pode resolver?

A resposta a esta pergunta determinará se seu aplicativo será bem-sucedido ou não. Este é um guia para você começar a planejar, criar e lançar seu aplicativo Android, mas isso pode não funcionar para todo mundo.

Se esta é sua primeira tentativa de desenvolvimento de um aplicativo Android, este guia passo a passo vai te ajudar mostrando de A a Z como criar um aplicativo Android de sucesso!

Então, continue lendo este artigo para descobrir o passo a passo de como planejar, criar e lançar seu aplicativo Android:

  • Passo 1: Identificar uma Ideia ou Problema
  • Passo 2: Validar a Ideia
  • Passo 3: Detalhar o Aplicativo
  • Passo 4: Design do Aplicativo
  • Passo 5: Teste seu Protótipo
  • Passo 6: Planejar e Criar o Backend
  • Passo 7: Teste Novamente
  • Passo 8: Revisar e Continuar a Construir
  • Passo 9: Refinar cada Detalhe
  • Passo 10: É Hora de Lançar!

Já está interessado(a) no que vem por aí? Então compartilhe esse artigo com seus amigos  e ajude eles a tirarem suas ideias do papel.

Passo 1: Identificar uma Ideia ou Problema

Antes de você aprender como criar um aplicativo Android , você vai precisar de uma ideia ou problema a ser resolvido. Se você já tem uma idéia de aplicativo, vá para a etapa dois, se não, continue lendo.

Você quer criar um aplicativo, mas não tem uma idéia de aplicativo? O que você realmente precisa são problemas, e eles estão em toda parte!

Os empreendedores bem sucedidos resolvem os problemas de uma maneira que não poderíamos ter imaginado. Quando você olha em torno de você, cada produto e serviço que você usa foram todos criados para resolver um deterninado problema.

Então procure problemas no seu dia a dia e liste cada um deles. Depois de ter uma lista considerável, em seguida, comece a pensar em como você pode resolvê-los.

Ter uma ótima idéia é o ponto de partida para todo novo projeto. Você deve definir claramente a finalidade e a missão do seu aplicativo. O que vai fazer? Qual é o seu apelo principal? Que problema concreto vai resolver, ou que parte da vida vai melhorar?

Definir um problema claro para o aplicativo resolver também vai ajudá-lo a chegar em seu objetivo mais rápido.

Passo 2: Validar a Ideia

Este talvez seja o passo mais importante na sua jornada em aprender como criar um aplicativo Android. A validação irá provar que existe uma demanda para o seu aplicativo.

Você pode validar sua idéia usando a ferramenta Planejador de Palavras-chave do Google para encontrar o número de pessoas que procuram o que você está tentando fazer.

Você também pode criar uma Landing Page, um site com uma página única que explica amplamente a sua idéia de aplicativo e valida o interesse dos usuários pedindo seu email.

Além de validar o interesse dos usuários em sua ideia é importante também analisar outros 4 pontos:

  1. Descobrir se existem outros aplicativos fazendo a mesma coisa
  2. Encontrar inspiração de design para seu aplicativo
  3. Encontrar informações sobre os requisitos técnicos para o seu aplicativo
  4. Descobrir como você pode comercializar e rentabilizar seu aplicativo

É importante antes de colocar uma idéia em prática analisar o mercado e seus concorrentes. Existem mais de 1 milhão de aplicativos nas App Stores, portanto, construir algo que não foi feito antes é quase impossível.

No entanto, você não deve ficar desanimado. É importante que você se concentre em seu próprio projeto de aplicativo e aprenda com seus concorrentes os principais recursos e erros deles.

Passo 3: Detalhar o Aplicativo

A validação de sua idéia de aplicativo significa que você tem algo que as pessoas querem usar. Agora é a hora de detalhar seu produto em um documento, ou se você quiser ir além, pode até usar uma ferramenta de Wireframing para desenhar as telas.

Ao colocar sua idéia no papel, lembre-se de ser o mais detalhado possível. Inclua o fluxo de como o usuário navegará no aplicativo, bem como todos os recursos previstos. Isso você e outras pessoas que partiicpam do projeto a entender claramente as expectativas.

Enquanto estiver trabalhando em seus Wireframes, você também deve criar um Storyboard para seu aplicativo. A idéia é construir um roteiro que o ajudará a entender a conexão entre cada tela e como o usuário pode navegar por seu aplicativo.

A partir do documento de detalhe e telas do aplicativo que você preparou, comece a olhar atentamente para os recursos que você pode remover. Pense apenas no valor principal da sua ideia de aplicativo neste momento.

Não adicione recursos na primeira versão que sejam “legais” e sempre podem ser adicionados posteriormente em uma atualização. Isso ajudará você a lançar mais rápido seu aplicativo no mercado.

Passo 4: Design do Aplicativo

Muitas pessoas dizem que o design do aplicativo não é muito importante e que devem se concentrar apenas no desenvolvimento. Isso é errado!

O design não é apenas sobre como o seu aplicativo parece, mas é sobre como um usuário irá utilizar o aplicativo. Então, de atenção ao design e a experiência do usuário no seu aplicativo.

Neste passo você deve criar as telas individuais para o aplicativo. Você precisa criar versões em alta resolução do que eram anteriormente seus wireframes.

Existem dois caminhos para fazer o design do seu aplicativo. Você fazer o design ou contratar alguém para fazer para você.

Você fazer o design

Para uma pessoa que não está acostumada a mexer com a parte de design tanto de aplicativos quanto de qualquer outra coisa, essa é uma tarefa extremamente dificil. Isso se torna ainda complicado entre os desenvolvedores.

Mas, se você, desenvolvedor, quer fazer o design do seu aplicativo existem algumas alternativas extremamente viaveis e práticas para isso.

É possível comprar o código fonte de aplicativos já com o design e componentes gráficos prontos para serem utilizados. Se preferir, também tem opções de comprar apenas o design do aplicativo.

Veja abaixo alguns sites para fazer isso:

  • Codecanyon: Um marketplace de projetos e componentes para você comprar o código fonte e utilizar em seus projetos.
  • Chupamobile: Um marktplace de templates de aplicativos prontos de aplicativos para transformar em seu projeto.
  • MyAppTemplates: Um marketplace de templates de aplicativos prontos e ainda é possível solicitar um template customizado baseado na descrição do seu projeto.
  • SellMyApp: Mais um marketplace de templates de aplicativos prontos para utilizar em seus projetos.

Os valores de templates de projetos e design variam entre $10 e $600 dependendo do site e do template que você escolher.

Contratar um designer

Outra opção é você contratar um designer freelancer para fazer o design do seu aplicativo de forma customizada. É uma boa alternativa se você quiser fazer um investimento um pouco maior em seu aplicativo.

Essa opção pode ser utilizada tanto no começo do desenvolvimento do seu aplicativo quanto em uma segunda fase onde seu aplicativo já foi lançado e precisa de uma interface melhorada.

A maneira mais segura de contratar freelancers é utilizar uma plataforma que te ajude a escolher o profissional e ainda te traz maior segurança na hora de efetuar o pagamento e receber o projeto.

Veja alguns dos melhores sites para contratação de freelancers:

  • Freelancer.com: Uma das maiores plataformas de freelancer do mundo. Aqui você pode encontrar profissionais do mundo inteiro e publicar seu projeto para darem lances.
  • Workana: A plataforma mais utilizada no Brasil. Caso queria algum profissional que fale português, essa seria a mais indicada.
  • Fiverr: Este já é um pouco diferente dos sites regulares de freelancer. Aqui os profissionais publicam seus serviços que iniciam com o valor de apenas $5 e vai aumentando de acordo com os pacotes disponíveis.

Qualquer uma das duas opções é valida para construir o design do seu aplicativo, tudo depende da forma como você quer trabalhar.

Passo 5: Teste seu Protótipo

Utilizando o detalhamento do seu aplicativo e as telas que já foram desenvolvidas, peça a amigos, família, colegas e especialistas para ajudá-lo a avaliar o seu protótipo. Mostre a eles o protótipo e faça com que eles dêem uma opinião e “testem” seu aplicativo.

Pergunte o seu feedback honesto e identifique falhas e fluxos sem saída. Se possível, convide-os para fazer uma avaliação juntamente com você pessoalmente. Isso serve para monitorar como eles usam o aplicativo, tomando nota de suas ações e adaptando sua interface e usabilidade para eles.

O objetivo é concretizar o seu conceito de aplicativo antes de entrar mais a fundo no processo de desenvolvimento! Uma vez que você começa a desenvolve-lo é muito mais difícil de mudar as coisas, assim quanto mais claro o protótipo estiver desde o início, melhor.

Passo 6: Planejar e Criar o Backend

Agora com o projeto detalhado e a validação do seu protótipo em mãos fica fácil começar a planejar e criar o responsável pela lógica e sustentação do seu aplicativo, o backend.

Desenhe um esboço de seus servidores, APIs e diagramas de dados. Esta será uma referência útil no desenvolvimento e, à medida que mais pessoas aderirem ao projeto, você terá um diagrama auto-explicativo para estudar.

Modifique seu protótipo de acordo com as limitações técnicas, se houver.

Agora que seu aplicativo foi definido com muita clareza, é hora de começar a definir o backend do seu sistema. Você terá que configurar os servidores, bancos de dados, APIs e soluções de armazenamento.

Existem soluções prontas chamadas Backend as a Service. Clique aqui e veja mais!

Outra coisa importante em sua lista de tarefas nesta fase é criar sua conta de desenvolvedor nas App Stores para o qual você está desenvolvendo. A aprovação da sua conta pode demorar vários dias (dependendo da plataforma) e não deve ser deixada para o último minuto.

O Android do Google cobra um pagamento único de $ 25. Você tem a opção de se registrar como um indivíduo ou como uma empresa se você já tiver uma.

Passo 7: Teste Novamente

Uma vez que o design e o backend do aplicativo tenham sido concluídos, você irá realizar outra rodada de testes. Não pense que está tudo pronto com o que você fez até agora.

Pela primeira vez você tem o seu conceito de aplicativo real completamente no lugar, todos os gráficos inseridos, todo o texto como deveria ser e o backend. O que significa que você pode finalmente testar seu aplicativo da maneira que ele vai realmente se comportar.

Passo 8: Revisar e Continuar a Construir

Depois de ter testado o design e navegação do seu aplicativo e coletado mais comentários de futuros usuários, você deve usar essas novas idéias para melhorar a idéia do aplicativo. Você ainda pode fazer alterações no layout e mudar algo no backend.

Os aprimoramentos e as alterações são constantes, portanto, fique de olho nos comentários dos usuários e continue construindo.

Passo 9: Refinar cada Detalhe

Não basta apenas saber como criar um aplicativo Android, é necessário continuar melhorando e desenvolvendo a sua ideia, por isso, você vai querer acompanhar de perto seu novo aplicativo.

No Android, por exemplo, é fácil instalar o aplicativo em um dispositivo para testar sua funcionalidade em um ambiente/dispositivo real.

Este passo é o última no processo de desenvolvimento de aplicativos.

Você deve continuar monitorando e colhendo feedbacks do seu aplicativo mesmo depois de lançado.

Para isso, utilize ferramentas de analise como o Google Analytics, que ajuda você a rastrear downloads, engajamento eretenção de usuários.

Passo 10: É Hora de Lançar!

Como criar um aplicativo Android? Bom, agora que você chegou no estágio final desse guia passo a passo você já saber responder esta pergunta.

Chegou a hora de publicar seu aplicativo nas lojas e mercados disponiveis por ai para os usuários usarem.

Os mercados de aplicativos têm políticas muito diferentes quando se trata de publicar um novo aplicativo. A Google Play Store, por exemplo, demora em torno de 3-5 horas para avaliar e liberar seu aplicativo na loja.

Existem outras lojas alternativas para publicar o seu aplicativo, cada uma com suas regras e políticas de publicação. Veja abaixo algumas delas:

Enquanto você espera a publicação, você pode enviar seu aplicativo para uma pré-publicação no PreApps.

Como você provavelmente pode adivinhar a partir de seu nome, o PreApps é um mercado de aplicativos que oferece aos desenvolvedores a oportunidade de alcançar os primeiros usuários (também conhecidos como “early adopters” – pessoas que gostam de ser os primeiros a experimentar novas tecnologias) e receber os primeiros feedbacks sobre sua ideia.

Uma vez que seu aplicativo já esteja aparecendo nas lojas de aplicativos, é hora de divulgá-lo e buscar os milhões de usuários que existem por aí!

Se você quiser aprender ainda mais sobre os passos para desenvolver aplicativos Android de verdade, participe da nossa aula online gratuita! Nela você vai aprender 4 Elementos Obrigatórios para Desenvolver Aplicativos Android, e 4 maneiras de ganhar dinheiro como Desenvolvedor Android Profissional.

Gostou do guia de como criar um aplicativo Android?

Então compartilhe esse artigo com seus amigos e qualquer dúvida deixe nos comentários aqui em baixo.

  • Flavia Cruz

    Oi Fillipe, muito bom post, bem claro e direto. Uma outra opção de loja para lançar aplicativos para Android é a Aptoide, não sei se conhece.

  • Também é uma opção Flavia. É que são tantas app stores para utilizarmos que fica até dificil listar todas.

    Abraços.

  • Flavia Cruz

    Verdade, Filipe. Impossível listar tudo. 🙂

    Abs

  • Fabiano Vasconcelos

    Olá! Muito bom esse seu artigo!
    Como eu sou novo na programação Android, eu gostaria de saber quais as principais linguagens de programação que se pode construir um app Android e quais são as vantagens de cada linguagem, se for possível.
    Um abraço!

  • Fala Fabiano, tudo bem?

    Você pode utilizar o Java, Javascript ou C# para desenvolver aplicativos Android, porem apenas com o Java você vai conseguir desenvolver de forma nativa e aproveitar todo poder da plataforma Android e seus recursos.

    Abraços.